segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

A Casa

A casa onde moro, na Rua aonde nasci, uma das principais artérias do Porto: a Rua do Bonfim. A casa remonta á década de 50 do século XIX. Com quase 160 anos em cima, já foi casa de muitos inclinos, o último eu. Quanto á fachada não foge da época: alvenaria de pedra revestida a azulejo com 3 vãos por piso mais água furtada em tabique com dois vãos.
No primeiro andar existem 3 vãos com janelas de guilhotina em madeira, pintadas em branco que brevemente serão substituídas por janelas de batente em madeira também. Não foi feita a escolha de janelas de alumínio devido á localização do edifício que se situa na Baixa do Porto e ao desejo de manter tudo o mais original possível.
No segundo andar existem outras duas janelas também de guilhotina em madeira. O segundo andar têm uma casa-de-banho, cozinha, sala, dois escritórios, dois quartos, e duas dispensas que aproveitam o vão do telhado.
As últimas obras que a casa sofreu foram realizadas na década de 70 e 80 do século passado. Estas foram obras intrusivas, pois não respeitaram a morfologia do edifício, tendo a maioria dos rodapés, portas, tectos, soalhos sido removidos e substituídos por outros mais recentes mas de menor qualidade estética. A maior atracção destes tipo de edifícios são os tectos estucados, os soalhos em madeira maciça e as portas e rodapés em madeira trabalhada coisa que a Bonfim 130 não têm muito.  Por cima do soalho em madeira maciça foi colocada tijoleira que danificou o soalho original. Os tectos estucados muitos abateram na altura e foram colocados tectos falsos ou rebocos lisos. A fachada da casa também foi um pouco estragada com a colocação de persianas/estores. Esta apenas precisa de uma lavagem aos vãos, a colocação de uma caleira nova, a colocação de alguns azulejos que acabaram por cair com o tempo e a pintura da porta original em branco. No segundo piso as lousas irão ser pintadas em preto.

Sem comentários:

Enviar um comentário